Autor Tópico: Resinas  (Lida 91488 vezes)

Description:

0 Membros e 3 Visitantes estão vendo este tópico.

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #135 Online: 04 de Novembro de 2006, 14:19 »
Citar
Talvez os dois processos ao mesmo tempo - vácuo e vibração, pois há o tempo da resina entrar em "gel"...(acho que é isso)


fabio

Acho esse pnto de gel vale só pra acrilica. eu tenho aqui pra mim que durante o periodo (pot life) voce pode mexer mas não a ponto de gel ... se mexer ai fud**



Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13793
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Resinas
« Resposta #136 Online: 04 de Novembro de 2006, 14:49 »
Villas,

Não entendo nada de resinas, mas assim mesmo vou meter a colher enferrujada no angú...

Acho que você (ou alguém) disse que esta resina (epoxi) demora um bocado para reagir (a isso se chama "pot life"???)

Porque não aquecer a resina um tanto?
Ela aí ficaria mais "fluida" e consequentemente facilitará a saída das bolhas pelo método da baixa-pressão...

Naquele link (muito bom) o autor comenta de aquecer os moldes (e me parece que você já o faz), e diz que a resina deve ser posta dentro do vaso de vácuo antes de ligar o trem (meio óbvio)...

Experimenta - o máximo que pode acontecer é acelerar demais e não dar certo...sei que tem um costo, mas é para o bem da nação...

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #137 Online: 04 de Novembro de 2006, 20:38 »
fÁBIO ...eu já estou aquecendo a resina ... agora os moldes tb hehe.

Ela fic mais fluida sim mas tem uma entrancia na peça que sempre fica bolha naquele ponto . O DESGRAMA !!!! ...

Os novos molde ficaram bons ... depois eu posto o resultado ... está bastante aceitável.

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13793
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Resinas
« Resposta #138 Online: 04 de Novembro de 2006, 20:50 »
Villas,

Eu trabalhei fazendo efeitos especiais para cinema e televisão, e de vez em quando eu tinha que fazer umas peças repetidas para algum produto...

Fazia os moldes em silicone (borracha) e na hora de verter a resina, dependendo to desenho do molde eu tinha que pincelar um pouco de resina nos pontos críticos, pois see não ficavam "bolhas" e falhas...

Pode ser por aí, ou mesmo alterar a posição de fundição dos modelos...

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #139 Online: 04 de Novembro de 2006, 21:49 »
Citar
pincelar um pouco de resina nos pontos críticos


Isso eu ainda não fiz mas já me disseram pra fazer ... é que picelar molde por molde, como se já não bastasse tudo que tenho que fazer molde a molde, acaba sendo mais um detalhe que emperra a produção .... hufff

Tacho

  • Visitante
Resinas
« Resposta #140 Online: 05 de Novembro de 2006, 04:18 »
A boa notícia é que é perfeitamente possível usar parafina (ou estearina, ou uma mistura das duas) para fazer moldes em quantidade. A má notícia é que o acabamento superficial tem que ser fosco. Ou pelo menos eu só consegui fosco.

Além de poder fazer quantidades grandes de peças mais rápido e sem desgastar tanto o molde de silicone, também deve ser possível fazer peças com vazios e dutos. Basta inserir na resina uma peça de parafina que depois será derretida. Claro que tem que ter um ou dois furos para a parafina sair.

Coloquei no site uma página com fotos e detalhes das minhas tentativas.
http://www.tecnotacho.com/projeto21.htm


Villas,

Não sei se existe no mercado poliuretano transparente, mas se existir, pode ser uma solução melhor do que epóxi para suas peças. Consta que agride bem menos os moldes de borracha RTV, ou seja: peças brilhantes sem precisar usar desmoldante.

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #141 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:26 »
Resultado saido do forno




villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #142 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:38 »
Citar
A boa notícia é que é perfeitamente possível usar parafina (ou estearina, ou uma mistura das duas) para fazer moldes em quantidade. A má notícia é que o acabamento superficial tem que ser fosco. Ou pelo menos eu só consegui fosco.


Uma pena mas parabéns pela descoberta ... esse fosco se deve ao tipo de parafina ou é o desmoldante?

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13793
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Resinas
« Resposta #143 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:39 »
Villas,

Tenho que te parabenizar pelos resultados...

Muito profissionais mesmo.

Sei que seu método de fabricação já está mais que definido, e provavelmente você conhece bem os custos de produção usando os métodos que usa atualmente.

Olhando para estas peças, penso que seriam casos típicos para uma cnc...

Chegou a pensar nisso? O problema seria o material a ser usinado... acrilico, poliestireno...

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #144 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:42 »
Citar
Não sei se existe no mercado poliuretano transparente, mas se existir, pode ser uma solução melhor do que epóxi para suas peças. Consta que agride bem menos os moldes de borracha RTV, ou seja: peças brilhantes sem precisar usar desmoldante.


O lance do brilho na peça vem da matriz que passa para o molde. Se a resina chegar a afetar o molde a ponto de acabar com o brilho, a resina também será comprometida de outras formas pois isso se deve ao aquecimento acentuado provocado pela reação ou uma possível aceleração via forno.

Sobre PU só tem flexivel e é atualmete usado em chaveiros em substituição ao epoxy por ser resistente a raios UV.

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #145 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:47 »
Citação de: "fgilii"
Villas,

Tenho que te parabenizar pelos resultados...

Muito profissionais mesmo.

Sei que seu método de fabricação já está mais que definido, e provavelmente você conhece bem os custos de produção usando os métodos que usa atualmente.

Olhando para estas peças, penso que seriam casos típicos para uma cnc...

Chegou a pensar nisso? O problema seria o material a ser usinado... acrilico, poliestireno...


Bom .. já que vc tocou no assunto, já pensei muito em fazer isso via CNC mas já me disseram que vai ai uma de 4 eixos pra ser possível.

você que tem mais experiência do que eu, quanto tempo levaria pra fazer 01 peça num CNC caseiro e num CNC profissional. E na sua CNC seria possível fazer? Será que dá produção?

O material poderia ser Acrilico mesmo ( não sei nenhum outro material que possa me dar resistência e transparência iguais)

E uma mini injetora dessas de plástico (existe será) para fazer em policarbonato ?

PS.: viu que ainda restaram bolhas ? joguinho: ache as bolhinhas na foto hahaha

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #146 Online: 05 de Novembro de 2006, 10:52 »
PS2.: pincelei aqueles pontos críticos e lá não ficaram mais as bolhas.

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13793
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Resinas
« Resposta #147 Online: 05 de Novembro de 2006, 11:02 »
Villas,

Sei que o tópico é sobre resinas, e acho que mais testes e mais experiências devem ser feitas para se chegar à perfeição.

Só comentei em fazer em cnc porque acho que uma cnc é adequada à uma produção, mas também sei que envolve a fabricação de fixações e adoção de ferramentas de formatos não muito comuns...

Não acho que uma máquina de 4 eixos seja necessária, pois a brincadeira seria dividir as etapas do trabalho e adotar fixações diferentes resolve facilmente.

Penso que neste caso específico duas ou tres fixações já matam o problema, e acredito que com 3 ou 4 ferramentas resolva...claro - sem contar com alguma etapa de acabamento, pois o produto irá sair da máquina com marcas de ferramenta...

Preciso tentar simular uma peças dessas para ter uma ideia de tempos, mas acho que algo entre 10 e 20 minutos numa máquina das simples como as nossas seriam tempos realistas...

Agora, você tocou num assunto muito interessante - uma mini-injetora...

Não estou falando de "mula manca" não - é mini-injetora de bancada mesmo, e já ví umas de perder o fôlego...

Vou ver se acho uns links que tenho perdidos por aqui desse assunto e posto,pois acho que é um troço a se pensar sériamente...

villas

  • Visitante
Resinas
« Resposta #148 Online: 05 de Novembro de 2006, 11:08 »
Citar
Preciso tentar simular uma peças dessas para ter uma ideia de tempos, mas acho que algo entre 10 e 20 minutos numa máquina das simples como as nossas seriam tempos realistas...


20 min ? ... nem precisa simular ... inviável !!!

Sobre a mini injetora eu pensei sobre isso várias vezes já ... tenho até uma empresa aqui perto que to ensaiando pra ir lá ... o duro é o molde e esse sim poderia ser feito em uma CNC (ou varias etapas dele)

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13793
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Resinas
« Resposta #149 Online: 05 de Novembro de 2006, 11:09 »
Villas,

Este é um:
http://www.users.qwest.net/~kmaxon/page/side/mold_mach_137.htm

O site original é este (e vale a pena ver o trabalho desse cara):
http://www.users.qwest.net/~kmaxon/page/side/intro_137.htm

Daqui a pouco vem mais - to procurando...
OK - sei que parece muito complicado - o cara fez controle eletronico de tudo ndessa criatura...