Autor Tópico: Moinho de vento  (Lida 10023 vezes)

Description:

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Moinho de vento
« Online: 04 de Maio de 2009, 18:13 »
O início deste tópico veio deste endereço, e abaixo uma cópia da mensagem para fazer sentido.

http://www.guiacnc.com.br/forum/index.php/topic,2346.msg85691.html#msg85691

Citar
O ideal seria:

http://www.alt-energy.com/PDFs/Skystream-3.7.pdf
http://www.skystreamenergy.com/

Para entender as vantagens da conexão à rede:
http://www.fendel.com.br/gerapor.html
http://www.fendel.com.br/cogeracao.html

A variação do vento não é tão frequente...
A máquina funcionou bem a contento nos 3 + 3 dias...
Agora quero juntar os vários contrôles num só...

Utilizo o efeito "stall" automático das hélices com passo fixo para ventos superiores a 30 km/h (explicado na mesma apostila do gerador assíncrono que vc postou mais acima)

Ainda não consegui montar a lógica ladder...

Se quebrou 5 pás de hélices, possivelmente está fazendo alguma coisa errada, pois cataventos controlados por stall deve poder resistir a velocidades rotacionais altas por longos períodos.

Se está quebrando provavelmente a distrubuição da sustentação ao longo dos perfis está errada - isso tem algo com o centro de pressão do perfil usado.

Pode dizer que perfil está usando e como calculou a velocidade de stall em todos os angulos de distribuição dos perfis?
« Última modificação: 06 de Maio de 2009, 18:07 por fgilii »



Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #1 Online: 04 de Maio de 2009, 18:54 »
Relatório de quebra dos 5 pares de pás:

par1: Ainda no teste perto do chão... quebrou o relamento da ponta da torre gangorra.
par2: No balanceamento, o peão não fixou o motor...
par3: Após 3 dias, deu um vendaval... caiu a energia... e o rotor disparou...
par4: não lembro... mas foi outra imperícia... no chão.
par5: Quebrou o acoplamento noutro vendaval e o rotor disparou

O ângulo de ataque na ponta das pás é de 4 graus.
O perfil é um naca 4 mil e alguma coisa... que copiei de uma pá sucateada.

Qualquer hélice regulada por stall dispara num vendaval, quando não aciona carga...

Entrementes reduzi a rotação do rotor de 200 RPM para 100 RPM para diminuir o barulho... e dobrei o número de pás... agora são 4...

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Moinho de vento
« Resposta #2 Online: 04 de Maio de 2009, 19:22 »
O ângulo de ataque na ponta das pás é de 4 graus.
O perfil é um naca 4 mil e alguma coisa... que copiei de uma pá sucateada.
Hmmm - Já temos um primeiro ponto - o perfil, que não é indicado para a função mesmo.

Citar
Qualquer hélice regulada por stall dispara num vendaval, quando não aciona carga...
Não mesmo - se o hélice dispara, é porque está mal dimensionada/construída.

Hélices limitadas por stall tendem a manter a rpm constante quando a velocidade do ar atinge um certo valor.
A condição de stall se mantem ad perpetuum enquanto a velocidade do ar permanecer acima do projetado.

Nesta condição, o arrasto induzido gerado pelo perfil é tamanho que limita a velocidade rotacional num valor mais ou menos fixo, mas o mais importante é que isso faz com que a potencia gerada caia drásticamente.

Citar
Entrementes reduzi a rotação do rotor de 200 RPM para 100 RPM para diminuir o barulho... e dobrei o número de pás... agora são 4...
Legal - além de aumantar a quantidade de pás, experimente aumentar o diametro - assim ganha em geração já que a área do disco é importante para a geração de energia.
« Última modificação: 04 de Maio de 2009, 19:34 por fgilii »

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #4 Online: 04 de Maio de 2009, 19:52 »
A curva apresentada é para rotores com carga...
Sem carga... dispara... e dispara bonito...
Acompanha a curva exponencial ascendente...

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #5 Online: 04 de Maio de 2009, 20:42 »
Jorge

Comé que faço para:

"usar um temporizador comandado por um contador" no ladder?

Offline F2S

  • Novato
  • *
  • Posts: 0
  • Sexo: Masculino
  • Cidade - UF: Santos - SP
Moinho de vento
« Resposta #6 Online: 04 de Maio de 2009, 20:48 »
Olá Fendel,

Li sobre ENEREDE, e identifiquei o sistema utilizado já em alguns paises na europa. Lá as distribuidoras pagam até 7 vezes mais o que cobram pela energia excedente do " consumidor/fornecedor", existindo já dois relógios de registro, um para o consumo e o outro para o fornecimento de energia gerada.

Muito legal, parabéns!

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #7 Online: 04 de Maio de 2009, 21:04 »
Exatamente... na Alemanha a EE solar é violentamente subsidiada...
O ideal é nem 7 e nem 70... hehehé...

Offline F2S

  • Novato
  • *
  • Posts: 0
  • Sexo: Masculino
  • Cidade - UF: Santos - SP
Moinho de vento
« Resposta #8 Online: 04 de Maio de 2009, 21:07 »
. . . O ideal é nem 7 e nem 70... hehehé...

Fica quieto, não dá idéia! Aqui é Brasil . . . hehehe . . .

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Moinho de vento
« Resposta #9 Online: 05 de Maio de 2009, 10:06 »
A curva apresentada é para rotores com carga...
Sem carga... dispara... e dispara bonito...
Acompanha a curva exponencial ascendente...
Sim - ainda mais usando um perfil de asa completamente errado para a função...

Sugiro ler mais à respeito, pois mais de 80% dos geradores eólicos instalados no mundo são controlados por stall passivo, e "com certeza" os rotores não disparam mesmo quando as cargas são desligadas...

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #10 Online: 05 de Maio de 2009, 22:10 »
Ah é, é?

Então dá uma olhada no gráfico que vc mesmo postou...
Quando o rotor é "segurado" em baixa rotação o stall ocorre logo... curva azul se me recordo...
Quando a rotação aumenta um pouco (nem chega ao dobro) a energia cresce violentamente... mas a rotação ainda é fixa... curva vermelha se não me falha a memória...
Se vc conseguir... imagine adiante...

Todos os papaventos tem vários sistemas de frenagem, que evitam o rotor livre...

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Moinho de vento
« Resposta #11 Online: 06 de Maio de 2009, 08:10 »
Sua interpretação do gráfico está um tanto errada, e suas conclusões mais ainda.

Só para esclarecer, as curvas do gráfico que eu postei mostram o comportamento de um rotor controlado por stall passivo comparando a potência liberada pelo gerador de energia em dois ajustes de velocidade.

Este gráfico em especial se refere a um moinho de 16 metros diametro equipado com um sistema de ajuste de velocidade rotacional otimizado para duas velocidades:
80 rpm para ventos de até 6 metros/segundo e 120 RPM para ventos de até 9 metros/segundo.

Por razões de segurança e de geração de ruídos, a velocidade periférica do rotor foi limitada a 0,2 mach para a primeira velocidade e 0,3 mach para a segunda, sendo que ainda há a possibilidade de desligamento do cambio em condições de velocidades mais altas que as calculadas, e para não haver compreta destruição do rotor e torre, a velocidade é limitada apenas por stall passivo - nada mais...

Este rotor foi calculado para uma carga de 450W/m², sendo capaz de gerar cerca de 90 KW na saída, e pode operar em ventos entre 5 e 14 metros/segundo.

Este moinho não tem nenhum tipo de freio ativo nem dispositivo de parada como por exemplo deslocamento do disco em linha com o fluxo de ar.

Mas de qualquer forma, me parece que você já tem sua opinião formada e oferece bastante resistência em aceitar alguma idéia que vá contra o que voce acha que já sabe.

Espero que consiga resolver seus problemas de controle com o CLP e que tenha sucesso com seu moinho.
« Última modificação: 06 de Maio de 2009, 08:29 por fgilii »

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #12 Online: 06 de Maio de 2009, 08:23 »
Claro que vc teria que concordar... afinal vc não é teimoso... hehehé... longe disso... parabéns e meus respeitos...

E no mesmo gráfico aparece a curva "conventional".
Esta é para um rotor que aciona um gerador de rotação não fixa, ou seja, conforme aumenta a velocidade do vento, a rotação do rotor aumenta um pouco... rotação controlada eletrônicamente... e nunca livre...

Raciocinando um pouco... qualquer um chega lá, querendo aprender, claro.

Offline F.Gilii

  • Administrador
  • CNCMASTER
  • *******
  • Posts: 13795
  • Sexo: Masculino
  • Consultoria, Automação e Construção de Máquinas
  • Cidade - UF: Atibaia - SP
  • Nome:: Fabio Gilii
  • Profissão: Tec. Mecanica de Precisão
Moinho de vento
« Resposta #13 Online: 06 de Maio de 2009, 08:30 »
Claro caro Fendel,

Eu já desistí de discutir em certos casos, afinal não sou teimoso nem dono de toda a verdade :)

Offline Fendel

  • Fuso
  • **
  • Posts: 176
  • Sexo: Masculino
  • Vamos desabobalhar a humanidade...
    • Atividades:
Moinho de vento
« Resposta #14 Online: 06 de Maio de 2009, 08:43 »
Vc "editou" tua resposta anterior... mudou da água pro vinho... e portanto tiro os "parabéns e meus respeitos"...

Lamento que certas pessoas se tornam crentes e deixam de defender seus pontos de vista, quando percebem que estão equivocados...